Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Daily Routine by Cristina Ferreira

.

.

Daily Routine by Cristina Ferreira

30
Out17

É um menino! Oh não... E agora??


Cristina Ferreira

janko-ferlic-223240.jpg

 

Pertenço aquele grupo de mulheres que sempre souberam que queriam ser mães. Eu sempre quis ter um bebé. Alias, eu sempre quis ter uma bebé!

Quando engravidei pela primeira vez, simplesmente não "concebi" a possibilidade de que poderia ser um menino! Afinal de contas "eu era uma menina". Eu fizera coisas de menina: eu brincara com bonecas, eu lera contos de fadas, eu comprara vestidinhos e ganchinhos! Logo, porquê sequer ponderar um menino, certo?

 

Recordo ter sido no minuto antes de entrar para a "ecografia reveladora", no momento em que o meu marido me confessou: "Preferia um menino..." que, de repente, percebi que de facto poderia ser um menino. Afinal havia mesmo 50% de probabilidades de ser um menino...

Lembro-me de sorrir para o futuro pai do meu filho e responder apenas: "O mais importante é que corra tudo bem, querido..." Aquela frase feita que se diz apenas para ser carinhosamente correta, mas com a esperança da absoluta certeza, no fundo do meu coração, de que era uma menina. Só podia ser uma menina! Aliás tinha de ser uma menina pois eu não percebia nada de meninos! Eu não gostava de carros, nem de berlindes, nem de robots e muito menos de futebol!

 

Lembro-me que entrei no consultório com o coração aos saltos... E breves instantes depois a revelação na expressão do meu ginecologista: olhando para o ecrã onde estava o meu bebé e, a sorrir um daqueles sorrisos sorridentes de orelha a orelha, perguntou-me com a mais sincera certeza da minha felicidade: "Consegue ver?..."

Olhei para o meu marido que já conseguira ver o que eu ainda não vira... Recordo a sua expressão de felicidade e o seu grito de alegria: "É um menino!!! Cristina! É um menino!!!"

E eu sorri. Sorri o mais convincente sorriso que consegui sorrir... Sorri com lágrimas nos olhos... Lágrimas que pareceram de felicidade ou mais uma vez culpa das hormonas. 

 

Mas a verdade é que por dentro, naquele momento, eu só senti medo! Um gigantesco e horripilante medo! Só me apetecia gritar bem alto: "E agora???! Eu não percebo nada de meninos!!! Não percebo nada de meninos!!! Vocês não sabem, não percebem??!! Nada! Eu não percebo nada de meninos!!! Não vou saber brincar às coisas de meninos, não vou saber falar coisas de meninos!!! Vou ser um fracasso total como mãe!!!  E agora???!!" Mas sorri e continuei a sorrir para o meu marido babado e feliz...

 

 

Os meses passaram. Correu tudo bem... e o meu bebé menino nasceu... E a verdade é que a partir do primeiro instante, a partir do primeiro toque, da primeira caricia... O elo que se criou foi... indescritivelmente... eterno...

Obviamente, não foi necessário "aprender" a ser mãe de menino! Simplesmente fui... Simplesmente sou.

Voltei, no entanto, a questionar-me quando, um ano mais tarde, engravidei pela segunda vez: "hummm e se for uma menina?... Bolas, eu agora só percebo de coisas de meninos!..." 

               Felizmente foi um segundo menino! 

 

 

27
Out17

"A melhor mãe do mundo"...


Cristina Ferreira

andrae-ricketts-368209.jpg

 

Quando faço um balanço dos últimos anos, vêm-me sempre à cabeça as 1001 coisas que poderia ter feito diferente...

 

Quando há 16 anos atrás engravidei pela primeira vez, sonhei ser "A melhor mãe do mundo"...

Seria perfeita... Dar-lhe-ia tanto amor e carinho que ele jamais se sentiria sozinho! Teria tanta paciência para falar, ouvir e brincar que ele jamais iria chorar! Teria todo o tempo do mundo para o acompanhar: dos trabalhos da escola a ir jogar à bola...

 

16 anos depois? Fiquei bem aquém... 

O tempo foi voando e eu fui adiando.. .Adiando as brincadeiras, adiando as regras... Falhei, errei, adiei e adiei... 

Não encontrei receitas milagrosas, frases perfeitas, profecias ou modelos práticos e simples de aplicar!

 

Não, não fui "A melhor mãe do mundo": fui apenas mais uma...

Mais uma das muitas mães que diariamente correm da casa para a escola, da escola para o trabalho, do trabalho para o centro de estudos...

Delegamos, substituímos... Não estamos...Fazemos o que conseguimos neste mundo alterado, neste mundo virado... Onde uma mãe já nem tem tempo para ser mãe!

20
Out17

O medo


Cristina Ferreira

ewelina-karezona-karbowiak-160764.jpg

 

O Halloween está à porta: vamos falar de "MEDO"!

 

O que será mais assustador?

O medo de que "nada" mude ou o medo de que "algo" mude?

Sim! Aquele "algo" na tua vida que sabes que tens de mudar, é "desse medo" que te estou a falar...

 

 

O que é mais assustador?

Saber que amanhã "tudo" continuará igual? Ou tentar mudar?

Aceitar, continuar, deixar estar... Ou arriscar e avançar?

 

Quando o medo se torna maior do que o próprio medo...

Quando o medo de ficar é maior do que o medo de partir...

Quando o medo de não tentar se torna maior do que o medo de arriscar e falhar...

 

E tu, de que tens medo?

 

 

 

 

19
Out17

Sobre mim...


Cristina Ferreira

IMG-20171019-WA0004 - III.jpg

 

Cristina Ferreira, a da TVI? Não! Apenas mais uma das muitas Cristinas Ferreiras que andam por aí!

Uma Cristina Ferreira "real" com os problemas "reais" do dia a dia das mulheres "reais"! Nada de contos de fadas, fama ou fantasias!

 

Nascida em Paris, a minha infância foi marcada pela nostalgia.

Crescida numa aldeia do interior de Portugal, a minha adolescência foi pautada pela humildade e discrição.

Hoje em dia, simplicidade, bom gosto, equilíbrio e organização são as características que melhor me definem.

Valorizo a importância da beleza, mas desprezo a futilidade!

 

POUPAR TEMPO PARA TER MAIS TEMPO!

Divorciada e mãe de 2 filhos, cedo o tempo se transformou no meu maior inimigo!

Ser supervisora de uma Clínica de Estética durante 8 anos permitiu-me o contacto com dezenas e dezenas de mulheres e ensinou-me que, por mais diferentes que sejamos, nós MULHERES e MÃES somos todas iguais: desdobramo-nos em 1500 tarefas correndo atrás do tempo!

O meu lema: simplificar! Simplificar tudo o que for simplificável!

O tempo é demasiado precioso e passa demasiado rápido para o perdermos em complicadas tarefas possíveis de ser simplificáveis...

 

18
Out17

BOLO DE MAÇA COM LIMÃO


Cristina Ferreira

20171017_160144.jpg

 

Se estão à procura de um blog de culinária com receitas complexas, complicadas, demoradas e saborosas... Desculpem, mas não é aqui! Aqui só mesmo a parte do saborosas! Os outros adjetivos foram substituídos por: rápidas e práticas!

Na cozinha, a falta de tempo ensinou-me a arriscar e a despachar! Normalmente "faço tudo a olho".. Às vezes corre bem, às vezes corre muito bem! Outras vezes corre mal! Bem, e há ainda aquelas vezes em que corre muito mal!

 

Ontem foi dia do bolo de maçã com limão:

- 3 ovos (1 por cada 1 de nós: 1 mamã + 2 filhotes),

- 2 maças vermelhas (não havia mais),

- sumo de 2 limões (juntamente com as graminhas de raspa que consegui retirar com uma faca! Um dia ainda compro aquele utensílio fofinho que retira a casca em tirinhas bonitinhas!)

Acrescentei 150grs de açucar, 150grs de manteiga e para precaver alguma consistência 200grs de farinha!

 

Em cerca de 10 minutos: tudo batido e pronto para ir ao forno! O resultado? Um bolo pequenino, fofinho e delicioso servido quentinho com uma fatia de gelado e uma pequena dose de chantilly!

"Um verdadeiro requinte para o paladar mamã!" 

 

 

 

 

foto do autor

ENTRE O COMEÇO E O FIM... Uma nova rotina... Um NOVO BLOG

Calendário

Outubro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031