Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Daily Routine by Cristina Ferreira

.

.

Daily Routine by Cristina Ferreira

09
Fev18

E os sonhos...?


Cristina Ferreira

lacie-slezak-128106.jpg

 

 

Entrei no carro, tirei o casaco, coloquei o cinto. Arranquei e fui arrancada, absorvida pelos meus pensamentos... Na curta viagem, fiquei tão distante que só quando parei me apercebi que já tinha chegado a casa!

 

Tenho sonhos... Quem não os tem? Afinal dizem que o sonho comanda a vida! Há sonhos que são fáceis de alcançar, há sonhos que são talvez mais complicados. Nos primeiros, incluo os que dependem só de mim: eu analiso, eu avalio, eu penso, eu repenso... Se concluo: "Isto é um sonho para mim!" Luto por ele... Luto com unhas e dentes, esforço-me sem desistir até o concretizar! Mas se concluo: "Não! Isto não é um sonho para mim..." Encerro o capitulo. Divago e sonho enquanto me der prazer divagar e sonhar e quando concluo que basta, fico por ali!

 

No segundo grupo coloco os sonhos que dependem, não só de mim, mas também da colaboração de outras pessoas... Vou chamar-lhes "os sonhos de equipa". Nos "sonhos de equipa" somos sempre pelo menos 2, mas por vezes somos mais... Eu conheço a minha parte, eu sei o que consigo ou não fazer, o tempo que consigo ou não dedicar... De mim, eu sei sempre o que posso esperar... Normalmente os outros também sabem o que podem ou não esperar de mim... Sou uma pessoa previsível, confiável... Dedicada e sempre disponível! Disponível por vezes demais...

 

Os outros? Os outros são sempre uma incógnita para mim... Tenho dificuldade em confiar... Nunca sei até onde me vão apoiar, nunca sei até onde posso cegamente confiar... Nunca sei quando me vão desiludir, quando me vão abandonar... Talvez esteja a exagerar... Ou talvez eu seja demasiado perfecionista e exigente...

 

Mas sou assim e não sei ser de outra forma: gosto das coisas bem feitas, bem organizadas, bem determinadas! Não gosto de incertezas, não gosto de "Amanhã talvez consiga..." Não gosto de compromissos que falham... Não gosto quando não se dá importância a um sonho que é importante...

 

Ou será que é importante apenas para mim? Na dúvida, na incerteza, não gosto de "sonhos de equipa"... Não gosto de abstração, ausência ou palavras vãs... Não gosto de fracasso no final de projetos cujos cacos normalmente sobram para mim!

 

Todos os meus sonhos envolvem histórias boas e histórias más... Todos os meus sonhos envolvem pedaços que me deixam feliz e pedaços que, na incerteza, me fazem sufocar e com os quais não sei lidar... Vale a pena eu manter um sonho assim ou é mais simples desistir? Fugir, virar costas, virar a página, esquecer de vez... Desistir! Sim, desistir... Desistir só dói uma vez... Sonhar magoa e volta a magoar... Desilude e volta a desiludir!

 

Aprendi nas sessões de meditação que é importante aprender a aceitar as coisas como elas são. Aceito que tenho um sonho? Aceito que não sei lidar com as personalidades do resto da equipa? Aceito que me angustiam e me sufocam? Aceito que me aterrorizam mas continuo para ver até onde isto me leva? Ou aceito que o melhor é desistir e simplesmente fugir?

 

Por vezes penso que o que nos faz sentir vivos são os sonhos e as emoções que eles nos proporcionam... Afinal o que seria uma vida sem emoções? Vida vazia não seria vida, não valeria a pena ser vivida! Por vezes penso que a minha vida deveria ser uma "linha": sem sonhos, sem expetativas mas também sem desilusões! Uma bela linha reta sem principio nem fim, sem alterações, sem interrupções... Apenas e só uma linha sem oscilações! Uma reta, apenas e só uma reta... 

 

Desliguei o motor. O silêncio abrupto e repentino desligou o fluxo dos meus pensamentos... Abri a porta e sai do carro. Respirei fundo e ouvi o chilrear dos passarinhos... Sorri: estava à porta de casa...

05
Dez17

O que custa é começar...


Cristina Ferreira

05-12.jpg

 

 

Quando há 4 anos atrás fiquei desempregada pela primeira vez fiquei aterrorizada! Pensava eu que era daquelas coisas que só aconteciam aos outros: aos que não tinham formação, aos que não tinham experiência, aos que não queriam trabalhar, aos que não tinham responsabilidades... Mas "a sorte toca a todos" e dessa vez tocou-me a mim!

 

A trabalhar desde os meus 23 anos, nunca tinha, até àquela data, preparado um Currículo a sério. Um daqueles Currículos que agora se fazem que em 6 segundos têm de chamar a atenção de um recrutador para não acabarem no caixote do lixo! 

 

Nessa altura decidi que, para colmatar lacunas, seria bom voltar a estudar. Após pesquisa e pré-seleção de cursos, descobri que precisava da prova específica de Português... Pedi as informações necessárias, comprei um manual da Porto Editora para preparação de exame e até contactei uma professora de Português!

 

Isto foi há 4 anos e até hoje... Nada! Continuo simplesmente acomodada! Afinal voltei a trabalhar, não voltei a precisar e... A decisão voltei a adiar! Limito-me a dizer: "Ah sim, está nos meus planos! Mas este ano já não dá porque... já é muito em cima! ... porque estou num trabalho novo! ... porque saio muito tarde e não tenho tempo..." E blá blá blá... Desculpas!

 

Ontem o meu menino grande, aluno do 10º ano, veio comigo desabafar e pedir ajuda para criar rotina diária de estudo. Qual mãe sábia e organizada, lá desbobinei eu um rol de dicas! Umas concordou, outras não... Mas a dada altura, pergunta-me: "Olha lá, e tu? Não disseste que querias voltar a estudar?"

 

Nesse momento apeteceu-me responder: "Não faças o que eu faço, faz o que eu digo e vai estudar!" Mas em vez de autoritária e sem sentido, fui sincera... Revi as desculpas que fui dando ao longo dos últimos anos e assumi que na verdade sou perita em procrastinação! Confessei que apesar de me considerar uma pessoa bastante organizada, a verdade é que introduzir uma rotina nova é sempre muito complicado! Aliás, se a rotina nova implica prazer imediato, é simples! Mas quando a rotina nova implica esforço e trabalho, aí...

 

Então fizemos um pacto: ele compromete-se a tentar estudar diariamente e eu comprometo-me a tentar estudar português! Agora já não tenho como fugir e como o que custa é começar... decidi aproveitar o frio para me aconchegar no sofá e estudar!

 

22
Nov17

A "minha" pessoa especial...


Cristina Ferreira

21761892_1896663400350883_1419665109147932838_n (1

 

"Hoje quero que pensem numa pessoal especial... Naquela pessoa especial que sempre vos apoiou incondicionalmente... Aquela pessoa especial que vos incentiva a sonhar e vos faz acreditar que os vossos sonhos são possíveis de concretizar! Aquela pessoa especial que vos contagia com a sua energia positiva e vos faz acreditar que, juntos, são capazes de mudar o mundo!"

 

Foi mais ou menos assim o desafio de hoje para reflexão e meditação no momento final da aula de Body Balance... Pensei, pensei e pensei... Pensei em várias pessoas, mas nenhuma se conseguia fixar mais do que breves segundos no meu pensamento...

 

De repente, a pessoa certa! A única que de facto sempre esteve lá quando eu sonhei, quando eu subi, quando eu caí... Quando acreditei, quando falhei! A única que acreditou nos meus sonhos loucos de adolescente, nos meus sonhos loucos de jovem mãe, nos meus sonhos loucos de jovem empresária! A pessoa mais dinâmica, sonhadora e louca que algum dia conheci!

 

Lembrei-me de como ela era há vários anos atrás! Sempre a ver o copo meio cheio, a saltar e rodopiar a cada pequena vitória! A passar-se completamente dos carretos quando estava feliz! Aquilo não era energia contagiante, era loucura total!!! Mas a verdade é que ela estava lá, estava sempre lá! E era ela, com toda a sua loucura, que me fazia avançar, que me fazia acreditar que tudo, e quando digo tudo, era mesmo tudo, tudo era possível!

 

Ultimamente deixei de sonhar... Sinto que me conformei que os melhores anos da minha vida estão vividos e não há muito mais para esperar... Os poucos sonhos que às vezes ainda teimam em espreitar, são esmagados assim que os pronuncio em voz alta... Já nem eu neles consigo acreditar...

 

E é verdade que a única pessoa que não procurei para me apoiar foi ela... A louca sonhadora que dava aquele impulso mágico aos meus sonhos! 

Revi-a aos 16 anos quando bailava no quarto apaixonada por alguma história empolgante de um livro que andava a devorar!

Revi-a aos 21 anos quando tinha a vida toda pela frente e acreditava que ia ajudar a mudar o mundo!

Revi-a quando engravidou pela primeira vez e sorria porque tudo era fácil! Ela transbordava de uma daquelas energias contagiantes... do primeiro ao ultimo dia... mais parecia ficção! 

Revi-a quando engravidou pela segunda vez a saltitar de barrigona e bebé ao colo!

Mãe de dois? Ela não parava! Descia e subia as escadas saltitante com os bebés encaixados nas ancas, um de cada lado! 

Revi-a quando montou um negócio aos 32 anos e era uma dinamica sonhadora! A vida toda pela frente! Aí de quem se metesse à frente!

 

Mas aos poucos essa energia louca foi esmorecendo... Quando chegou aos 40, o mundo dela simplesmente começou a ruir... E foi duro de reconstruir... E aos poucos perdeu a capacidade de sonhar... 

 

Quando paramos de sonhar, não há mais nada... Ou quase nada... Fica um vazio... Um enorme vazio que vai aumentando...  Sentimo-nos perdidos e sem rumo...

 

E hoje, no final daquela aula de Body Balance e à procura da única pessoa capaz de me fazer acreditar que eu podia continuar a sonhar e acreditar que a vida ainda tem muitas coisas boas para me dar... Fiquei a observar reflexos dos meus espelhos... O do espelho do meu quarto na casa dos meus pais que refletia uns olhos a brilhar! O do espelho na moradia de Viana pendurado ao lado das escadas que costumava descer com os meus dois bebés ao colo... O do pequeno espelho no meu antigo escritório onde sorria um rosto belo e radiante... Mas hoje, já nenhum desses espelhos existe...

 

Hoje, pela primeira vez, tive a certeza de que só eu posso voltar sonhar os meus sonhos, sonhá-los baixinho, e, com loucura, talvez, devagarinho, voltar a recomeçar... 

foto do autor

ENTRE O COMEÇO E O FIM... Uma nova rotina... Um NOVO BLOG

Calendário

Fevereiro 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728